LOCALIZAÇÃO DE LEITORES


web site estatísticas

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

A GENTE VAI LEVANDO – II.

.
.
Vou fazer uma descrição de um fato sem a pretensão de que ela se torne um modelo, uma definição definitiva, um modo único de se ver o fato. É, portanto, o meu modo de ver o fato. Quando um modelo é estabelecido, seja por qualquer meio – autoritarismo ou consenso – é perigoso. É perigoso porque deixa de fora ou exclui as outras descrições diferentes. E assim encerra-se o diálogo. Nunca achei que tenho o poder autocrático de estabelecer uma descrição, ou definição, ou decisão definitiva. Isso é autoritarismo. E o que desejo é dialogar com os leitores. O que desejo é “pedir e dar razões”.
.
Vamos ao fato. Saiu no portal Piauí Notícias que o prefeito de Floriano foi agraciado com um prêmio que o destaca entre os 50 melhores prefeitos do Brasil. Um amigo me pôs a pensar com uma proposição: “Quem deu esse prêmio é um alienígena que observou o que se passa na cidade através de um telescópio primitivo e com lentes embaçadas”. Por quê? Esse prêmio não traduz a nossa realidade. E é muito estranho que não faça isso (traduzir a realidade) porque o seu objetivo seria esse: traduzir a competência do administrador naquilo que é objeto de análise de sua pesquisa.
.
Saiu também, no primeiro semestre, no portal Notícias de Floriano que o povo de nossa cidade elegeu o prefeito como o 4º pior prefeito do Piauí, segundo o Instituto Data AZ. E agora quem está de acordo com a realidade da cidade? Quem tem maior propriedade para avaliar o que vem ocorrendo aqui? São os que vivem todos os problemas decorrentes do descaso, ou pessoas que nunca vieram à cidade? Para irmos em busca da resposta mais próxima da verdade basta sairmos de dentro de casa e fazermos a comparação entre as notícias dos portais com a realidade que somos obrigados a viver há cinco anos.
.
A minha descrição da administração municipal não é a única que pode ser feita, é a minha descrição. Mas a reportagem do Piauí Notícias fala que o prêmio leva em consideração a "Sustentabilidade Urbana" (esse conceito é muito amplo). Ou seja, as condições ambientais em que vivemos. E essas condições envolvem (ou deveriam envolver) todos os aspectos relativos a esgotamento sanitário, preservação do rio, dos riachos, do tratamento de esgotos, da coleta de lixo, do “aterro sanitário” (lixão), e tudo que necessariamente nos permitiria uma vida saudável e minimamente satisfatória, mas que não temos. Porém os institutos não viram isso?
Vila Leão. Cadê a rua?

Rua Antonino Freire.

Rua Felix Pacheco

Centro da cidade.


Aí deveria ter sido construído o matadouro público da cidade. Quando a Caixa Econômica foi fazer uma vistoria constatou que a construção (acima) estava em total desacordo com o projeto. Por quê não fizeram como o projeto original?
.
O prêmio foi oferecido pelo Instituto Ambiental Biosfera e pelo Instituto Brasileiro de Estudos Especializados (IBRAE), diz a reportagem. E segue ressaltando que o resultado foi “tomado por base uma criteriosa pesquisa prévia, envolvendo administrações municipais de todo o país”. A reportagem continua dizendo que o prefeito foi avaliado “pela sua gestão em 2009 promovendo mudanças de ordem econômica, social, ambiental e cultural no município, contribuindo de forma marcante para a melhoria da qualidade de vida de sua população”.
.
Quem vive aqui deve estar se perguntando: mas 2009 foi o ano de pior desempenho da atual administração municipal, como essa mesma administração pode receber um prêmio que diz o contrário? Será que nós não estamos vendo tudo o que acontece? Ou o que não acontece? Será que estamos todos loucos? Será que todos os depoimentos do prefeito nos meios de comunicação dizendo que as chuvas, Deus e a crise financeira mundial teriam sido a causa de todos os problemas que enfrentamos neste ano? Será que tudo não existiu? Se existiu não foi levado em consideração na pesquisa? Por quê? O resultado reflete todas as entrevistas do prefeito justificando-se perante a população?
.
Sinceramente, não dá para levar a sério um prêmio ao prefeito pela administração quando todos ficaram sabendo pelos meios de comunicação que o Ministério Público pediu a interdição do matadouro em decorrência da péssima, insuportável falta de higiene, no ano passado. E que foi dado um prazo para a construção de um novo matadouro, contudo até agora a carne que grande parte da população consome tem origem temerária das condições em que se realiza o abate dos animais. Isso não tem a ver com “Sustentabilidade Urbana”?
.
Então vejamos o absurdo que ocorre na CONSERVAÇÃO das ruas de Floriano. Estão quase que completamente intransitáveis. Mas a propaganda oficial diz agora que não são mais as chuvas, Deus e a crise financeira mundial os culpados pela falta de CONSERVAÇÃO, mas o fato de o calçamento da cidade ser muito antigo. Buracos, buracos e mais buracos. Infindáveis buracos que contradizem a desculpa oficial, porque eles existem tanto nos calçamentos como nas vias que possuem asfalto. Há ruas que não se pode transitar.
.
Não vou mais desfiar o cordão das mazelas que inviabilizam a outorga de um prêmio desse porte. Mas basta ressaltar que faz parte do conceito “Sustentabilidade Urbana” o transporte escolar. Crianças sendo transportadas em cima de carros completamente inadequados para esse fim, aliás, como já tomou conhecimento o Ministério Público. E a comissão de vereadores que foi ao antigo aterro sanitário constatar como ele se transformou num lixão nos últimos cinco anos? Disseram que em poucos dias a situação seria resolvida. E até hoje, nada.
.
Um amigo florianense que mora numa capital nordestina me perguntou “como nosso povo aguenta toda essa falta de respeito com a coisa pública?” É muito difícil explicar isso a partir de um condicionante apenas. Me estenderia muito falando de tudo que penso agora, aqui. Mas vou recorrer ao CAETANO e CHICO BUARQUE utilizando os versos da música “Vai levando” através de uma paráfrase.
.
Mesmo com todo o mato, com toda a lama, com todos os buracos, com toda a fama, a gente vai levando. Mesmo com tantas denúncias, com tantos erros, com poucos acertos, a gente vai levando. Mesmo com tanto autoritarismo, com tanta arrogância, com tanta empáfia, a gente vai levando essa vida. Mas cito o protagonista do romance “O jogador” (1866) do escritor russo FIÓDOR DOSTOIÉVSKI, ALEXEI IVANOVITCH, que acabei de reler em edição da Editora Três, em sua última fala sobre o desânimo por ser um renitente jogador nos cassinos e diante da constatação que não irá viver sem jogar: “Amanhã, amanhã tudo acabará”.
.
Como um renitente cidadão inconformado com as mazelas que nossa cidade possui e não desistindo de sonhar com um lugar verdadeiramente digno de morar digo que: “Amanhã, amanhã tudo acabará”. Todas essas mazelas acabarão no dia que elegermos uma pessoa digna para transformar tudo isso.
.
.
P.S.: As fotos são do portal: www.olhandofloriano.com.br
.
.

Um comentário:

Daniel disse...

É professor...infelizmente, aqueles que escolhem seus governantes não têm discernimento, censo crítico e nem acesso à internet(POVÃO).E quando têm vão ver o orkut da vida...o msn...
Eles(governantes) não dão educação e cultura pra que isso aconteça.
Fico feliz por existir pessoas que nem vc, pois me faz sentir menos vergonha de ser florianense...
PARABÉNS MESMO!!!
Daniel Lopes

p.s: Não desista

Quando algo vai mal, e isso acontece na vida, quando a estrada a percorrer parece enorme subida, quando o dinheiro é pouco e a dívida aumenta, e você quer sorrir, mas não pode, e se lamenta,
quando a ansiedade o faz pessimista, descanse um pouco, mas não desista.
A vida corre estranha, ora embaixo, ora no alto, como todos, aprendemos a sobressalto,e muitos daqueles que se deixam derrotar seriam vencedores se aprendessem a lutar. Não desista, mesmo andando sem nenhuma rapidez, talvez obtenha sucesso se apenas tentar outra vez. O objetivo pode estar perto, mas distante do homem sem coragem e hesitante, há lutadores que desistem antes da luta e nunca sabem se venceriam a disputa,e só quando é tarde e nada mais podem fazer descobrem o quanto estavam perto de vencer.O sucesso é o fracasso às avessas, a cor escura de incertezas pregressas, a certeza de estar próximo é algo incerto,pode parecer longe e, entretanto, estar perto. Então, nunca desanime, nem com a dor mais imprevista, e, nos piores momentos, diga a si mesmo:
“Não desista!”